Hidroponia no céu

Hidroponia no CéuEm 2025, a população mundial vai inchar de 6600 para 8000 milhões de pessoas. Simulações de clima preveem seca prolongada para o meio-oeste americano e em faixas gigantes de terras na África e na Ásia. O crescimento humano um dia vai superar a produção na agricultura. Avanços na tecnologia agrícola já nos mantiveram alimentados até agora, mas os recursos do planeta estão cada vez mais escassos.

A escolha é clara: repensar a forma como nós produzimos alimentos. Cientista ambiental Dickson Despommier, da Universidade de Columbia, de Nova York, Estados Unidos, e outros cientistas propuseram uma solução radical: fazendas em arranha-céus da cidade. Estas torres usariam o cultivo hidropônico, livre de solo para reduzir a demanda de energia ( que vai ser alimentada por um processo que converte o esgoto em eletricidade ), enquanto produz  alimentos. O cultivo no céu iria liberar também, as terras para árvores, que ajudam a remover dióxido de carbono da atmosfera.

Assim, as fazendas verticais produziram comida perto onde seria consumida, assim, não só havia a redução de custos, mas também as emissões causadas com o transporte.

A maioria dos testes com a agricultura urbana hidropônica foram executadas em pequena escala em parques de bairro. Mas a visão de Despommier é maior: uma torre de US $ 200 milhões de 30 andares que abrange um quarteirão inteiro, recheado com muitas frutas, hortaliças e legumes para alimentar 50 mil pessoas. “A fazenda vertical seria como uma máquina de movimento perpétuo, isso alimentaria muitas pessoas”, o pesquisador disse. A maior parte da tecnologia já existe, acrescenta, e com alguns refinos, o projeto poderia ser rapidamente instalado e funcionando.

Despommier está assessorando investidores em Abu Dhabi e na Coreia do Sul, que estão pensando em fazendas verticais para as novas cidades- eco. Seattle e Las Vegas estão investigando do mesmo modo, mas em conceitos menores.

 

Fonte: Revista Hidroponia